Dieta e bom humor

Se você é daquele tipo que só em pensar na dieta, já fica de mal-humor, você pode ficar feliz: existem alimentos que podem acabar com isso!

Isto acontece porque nas fases de reeducação alimentar, a tendência é retirarmos os carboidratos das nossas refeições. Eles são fonte primária para a fabricação da serotonina, neurotransmissor responsável pelo controle do humor.

Apesar disto, existem alimentos que podem te ajudar a manter o bom-humor e ser muito feliz durante a dieta – e sem incluir os carboidratos!

Leguminosas: ervilhas, feijão, amendoim são fontes de magnésio, um mineral que desempenha um papel central na produção de energia para o corpo. “Quando você se exercita, o magnésio é distribuído por todo o corpo para ajudar a obter moléculas de energia”, explica Forrest H. Nielsen, nutricionista. Quem pratica exercícios deve investir nesses alimentos, já que o magnésio é eliminado pelo suor.

Espinafre: se você prefere salada à carne, a espinafre pode ser uma boa alternativa de ferro. Enriquecer a alimentação com vitamina C, presente no morango e laranja, melhora a absorção desse nutriente pelo corpo.

Quinoa: afaste-se do arroz branco e dos pães, que podem aumentar a quantidade de açúcar no sangue. Opte pela quinoa, um dos poucos alimentos de origem vegetal que possui todos os nove aminoácidos, essenciais para a síntese de proteínas, que ajudam na produção de massa muscular.

Tomate: licopeno – este é o elemento mais importante no tomate. Ele ajuda a evitar o aparecimento de câncer. Ainda há indícios de que o consumo de licopeno melhore os problemas respiratórios.

Leite com vitamina D: pessoas com baixos níveis de vitamina D são mais propensas a apresentar chiado no peito e asma, segundo o Jornal de Alergia e Imunologia Clínica. Além do leite fortificado, o salmão e o atum são boas pedidas.

Maçã: a fruta possui quercetina, um flavonoide que atua contra as inflamações. Além disso é um anti-histamínico natural. Mas para obter todos os benefícios, coma a casca.

Nozes: esta é uma das principais fontes alimentares de serotonina, uma substância química que proporciona bem-estar. Um recente estudo espanhol descobriu que aquelas pessoas que comiam um punhado de nozes, avelãs, amêndoas sentiam-se melhores que as que não consumiam esses alimentos.

Salmão: se você anda muito mal humorado, pode ser sinal de que sua alimentação está pobre em ômega-3. Médicos da Universidade de Pittsburgh enriqueceram as refeições de pacientes deprimidos com este ácido graxo, o resultado foi uma melhora substancial no humor dos pacientes que apresentavam quadro depressivo.

Cereais enriquecidos: consumir cereais enriquecidos é a maneira mais fácil de conseguir a quantidade de ácido fólico necessária. Repor o folato, também conhecido como vitamina B, pode melhorar o humor.

Frutas vermelhas: morango, amora, blue berry ajudam a evitar o envelhecimento do cérebro, que pode ser responsável por pensamento mais lento. As antocianinas, que emprestam tons avermelhados a essas frutas, bloqueiam enzimas que contribuem para a degradação das células cerebrais.

Ovo: as gemas são ricas em colina, um nutriente essencial para o neurotransmissor acetilcolina, que contribui para o funcionamento da memória. “Em nossos estudos, as pessoas que possuíam níveis altos de colina tiveram melhor desempenho em testes de memória do que aqueles que tinham níveis mais baixos”, diz Rhoda Au, pesquisador de neurologia na Universidade de Medicina de Boston.

Ostras: importante para o funcionamento do cérebro, a vitamina B12 é importante para o funcionamento do cérebro. As últimas pesquisas sobre o assunto relacionam a falta delas a problemas cognitivos. Além dos mariscos e mexilhões, atum, salmão, lagosta e carnes possuem boas doses dessa vitamina.

Laranja: a vitamina C é essencial para a beleza da pele, já que ajuda na produção de colágeno. A quantidade diária está presente em um copo de suco de laranja, em uma manga ou em uma fatia de melancia.

Pimenta: as pimentas podem diminuir o apetite, aumentar a queima de calorias e ajudar na digestão. Isso é o que defende uma pesquisa da Universidade de Purdue.

Curry: no curry existe um componente chamado curcumina, que combate os radicais livres, responsáveis por falhas na memória.

Chá verde: de acordo com pesquisas da Universidade Penn State, o chá verde pode evitar o ganho de peso.
Vinho tinto: uma pesquisa sugere que os vinhos tintos oferecem proteção contra o envelhecimento ocasionado pelos raios do sol.

Café: a cafeína aumenta os níveis de hormônios essenciais para o funcionamento da memória.

Fonte: Redação com Terra Saúde

Add Comment